24 junho 2013

Resenha: Legend


Autora: Marie Lu
Trilogia: Legend - Livro 1
Editora: Prumo
Páginas: 256  
Ano: 2012
 O que outrora foi o oeste dos Estados Unidos é agora o lar da República, uma nação eternamente em guerra com seus vizinhos. Nascida em uma família de elite em um dos mais ricos setores da República, June é uma garota prodígio de 15 anos que está sendo preparada para o sucesso nos mais altos círculos militares da República. Nascido nas favelas, Day, de 15 anos, é o criminoso mais procurado do país; porém, suas motivações parecem não ser tão mal-intencionadas assim.  De mundos diferentes, June e Day não têm motivos para se cruzarem – até o dia em que o irmão de June, Metias, é assassinado e Day se torna o principal suspeito. Preso num grande jogo de gato e rato, Day luta pela sobrevivência da sua família, enquanto June procura vingar a morte de Metias. Mas, em uma chocante reviravolta, os dois descobrem a verdade sobre o que realmente os uniu e sobre até onde seu país irá para manter seus segredos. (Skoob)


 Nesse futuro distópico, o que antes era conhecido como os EUA, é agora a República, uma nação que vive em constante guerra contra seus maiores inimigos, As Colônias. Os mais ricos cidadãos do país são militares e médicos, e os mais pobres certamente morrerão cedo, por causa das condições precárias e perigosas que são obrigados a enfrentar para garantir o pão de cada dia, isso se a Peste, um vírus que se espalha pelos setores mais pobres da República, não os matarem antes.

 A única chance para garantir um futuro na República, ou mesmo um emprego qualquer nos arredores, é fazer a Prova, que é obrigatória para todos os cidadãos e realizada assim que completam dez anos de idade. Quem conseguir atingir a maior nota, 1.500 pontos, é chamado Prodígio, e garante as melhores posições na comunidade, é treinado para ser um militar. Os que marcam até 1.000 pontos garantem emprego e faculdade, os demais, são reprovados, e obrigados a trabalhar gratuitamente nos campos do governo.

 Day é o criminoso mais procurado da República, sempre consegue fugir antes de ser apanhado. Vive pelas ruas, ou em prédios abandonados. Sua mãe nem sabe que está vivo, mas ele se recusa a deixar Los Angeles, tem que cuidar da família, ter certeza de que sempre estarão bem. Mas o pior acontece, um de seus familiares contrai a Praga, e só resta a ele tentar pegar a cura antes que seja tarde.

 June nasceu em berço de ouro e é um prodígio. A única na República que atingiu os 1.500 pontos na Prova. Perdeu os pais muito cedo, por isso só tem Metias, seu irmão mais velho e melhor amigo, que é capitão. Em uma noite de trabalho, vigiando o hospital da cidade, Metias é assassinado por um delinquente que tentou roubar a cura para a Praga e fugir. O principal suspeito do assassinato é Day, então só resta para June caçá-lo e vingar-se por ele ter tirado de sua vida a única pessoa que restou. Mas a verdade que descobrirá em sua missão poderá apagar todas as certezas que um dia teve.

As ações de Day costumavam me fascinar, mas agora ele é meu inimigo, meu alvo, minha primeira missão.

 Legend me surpreendeu demais, excedeu todas as minhas expectativas e, o que posso dizer, estou apaixonada pelo livro. Marie Lu escreveu uma história dinâmica, recheada de ação, e até umas pitadas de humor, com um desenvolvimento incrível. A narrativa é feita em primeira pessoa ora por Day, ora por June, o que só me fez amar ainda mais a leitura. Em momento nenhum a história ficou parada ou perdeu a emoção.

 Apesar de ser um livro bem curto, a autora construiu e caracterizou muito bem todos os personagens apresentados, tanto os principais quanto os secundários. Adorei a June, o tipo de protagonista que adoro, que enfrenta os obstáculos que estão em sua frente, não é muito boa em seguir ordens, prefere fazer as coisas, como dizer... como o coração manda. Day também é incrível, bem humorado apesar de tudo pelo que passou e ainda passa. Metias, o irmão da June, é muito fofo, sabe aquele tipo de irmão protetor, carinhoso? Quase chorei com a June se lembrando dele...

 Como já li muitos distópicos, tenho que dizer que ele possui traços muito fortes de alguns desses livros que li, não é tudo a coisa mais incrível do mundo, como se fosse a minha primeira experiência lendo um livro desse gênero. Um governo autoritário, a população muito rica e a muito pobre, os abusos de poder do governo, um doença matando uma parte da população. Mas, enfim, Legend é um livro muito bom, que conseguiu ser muito melhor do que eu esperava, e ainda sim, apesar de não ser um enredo tão minuciosamente original, consegue trazer umas surpresas muito boas para o leitor, e eu super recomendo.

Um comentário:

  1. Oi!
    Nossa, você gostou mesmo de "Legend"!
    Eu ainda não li, mas já li várias opiniões positivas a respeito, incluindo a sua agora. Não sei se leria. Não tenho mais paciência para distopias. Talvez eu lesse apenas por curiosidade. Fico feliz que tenha gostado.
    Foi bom saber sua opinião. (:
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário, assim que possível retribuirei a visita.
Todas as perguntas serão respondidas aqui.
Beijos