05 janeiro 2013

Resenha: A Esperança

Contém spoiler dos livros anteriores.

Autora: Suzanne Collins
Trilogia: Jogos Vorazes - livro 3
Editora: Rocco
Páginas: 421
Ano: 2011
 Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais de lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução. A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo. O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade. Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as vidas de Peeta e Gale serão os tributos exigidos nessa nova guerra? 
(Skoob)


 Não há mais volta, os Distritos estão em guerra contra a Capital. Depois de ser resgatada da arena pelos rebeldes do Distrito 13, Katniss tem que fazer uma escolha, precisa escolher ser o Tordo, o simbolo da revolução, e colocar mais fogo ainda nessa batalha, para enfim manter a esperança de dias melhores fora da opressão imposta pela Capital.

  A Esperança foi o livros mais cobiçado por mim assim que terminei de ler Em Chamas. Não sei por que nem como, mas somente em novembro consegui adquirir meu exemplar (que só chegou no meio de dezembro). Esse livro, como era de se esperar, é tensão do começo ao fim.

 Katniss, Finnick, Peeta e todos os outros vitoriosos que conseguiram sair da arena vivos, ora pelos rebeldes, ora pela Capital, estão muito debilitados física e principalmente psicologicamente, e como se não bastasse, eles precisam se "meter" na guerra para dar o suporte, a força moral para que os Distritos não parem de lutar.
 O que eu vou fazer?
Respiro fundo. Meus braços se erguem ligeiramente como se relembrando as asas em preto e branco que Cinna me deu -, e então os repouso novamente.
- Eu vou ser o Tordo. 
 Assim como os livros anteriores, A Esperança também é dividido em três partes, as duas primeiras focam principalmente no estado dos personagens, nas escolhas que eles tem que fazer e mostra um pouco da guerra que está rolando nos outros Distritos. Bem, achei esse começo um pouco "lento" demais, o Distrito 13 só tem planos de usar Katniss como um modelo, então ela fica muito tempo só nas instalações subterrâneas do 13, uma vez por outra vendo a guerra nas telas de TV do governo, sem nenhum envolvimento direto. Foi na terceira parte que a ação realmente começa, e passei por momentos agoniantes, acho que estou em estado de choque até agora com o desfecho dessa trilogia, que está entre as minhas favoritas.

 Bem, classifico essa obra como cinco estrelas pois os sentimentos de amor, justiça e liberdade que a autora me passou nos três livros da série cobrem qualquer ponto ruim que venha a ter me incomodado. E uma coisa que tenho que concordar: Suzanne Collins escreve de maneira voraz...

 Creio que a minha resenha nem chegue aos pés do que o livro merecia, mas meu cérebro ainda está processando todos os fatos desse livro. Então me desculpem.

 Se você ainda não leu essa trilogia, corra e leia!
 Super indicada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo comentário, assim que possível retribuirei a visita.
Todas as perguntas serão respondidas aqui.
Beijos