28 fevereiro 2013

Resenha: O Arcano Nove


Autora: Meg Cabot
Série: A Mediadora - livro 2
Editora: Galera Record
Páginas: 269
Ano: 2009
 Para uma adolescente, trocar de cidade pode ser um trauma. Para Suzannah, a mudança de Nova York para Califórnia está sendo ótima: novos amigos, muitas festas e dois caras bonitões e muito interessantes. Só que um deles é um fantasma. E o outro pode matá-la. Suzannah é uma mediadora, uma pessoa capaz de se comunicar com os mortos e resolver as pendências deles na Terra. A velha casa para onde se mudou com a mãe e o padrasto é assombrada por Jesse, um fantasma jovem e gentil. Como Jesse não liga muito para ela (e, além do mais, está morto), Suzannah se entusiasma com o interesse de Tad Beaumont, o garoto mais cobiçado da cidade. Mas o fantasma de uma mulher, cujo assassinato pode ter relação com um mistério no passado de Tad, a atormenta. E a vida de Suzannah pode estar ameaçada. Ser adolescente é complicado. O que dizer de uma garota que precisa dividir sua atenção entre a própria vida e a morte dos outros? (Skoob)

 Ser uma mediadora não é nada fácil, é o que diz Suzannah Simon, que já está se acostumando com a nova casa na Califórnia, e seu quarto assombrado pelo fantasma mais gato que já viu, Jesse. Mas como Jesse está morto, e não demonstra nenhum interesse por ela, na festa de piscina da Kelly Prescott, Suze acaba chamando a atenção de um cara, o cara mais cobiçado de Carmel, Tad Beaumont.

 Lindo e rico, Tad é o astro do time de basquete da escola. Tudo ia as mil maravilhas até, em uma noite, e várias seguidas, Suzannah ser acordada pelo fantasma de uma mulher que precisa que ela dê um recado muito importante para Red. Não sabia Suze que para isso ia acabar se envolvendo com a família de Tad, e iria correr grande perigo de vida.

 O Arcano Nove conseguiu superar Terra das Sombras. Agora, já acostumada com a forte personalidade da Suzannah, uma mediadora nada convencional (se é que existe um esteriótipo para isso), e com a narrativa leve, rápida e muito bem humorada da autora, consegui aproveitar melhor a leitura.

 E minha simpatia cresceu muito pelos personagens, desconfio que seria o máximo ter uma amiga a lá Suze Simon. E o Jesse, bem, sem palavras, estou apaixonada por ele.
Kelly Prescott estava errada. Martinsen não era o cara mais gato de Carmel.
Era Jesse.
E se eu não fosse má com ele, sabia que ia acabar me apaixonando.
E o problema era, veja bem, ele estava - hum - morto. 
 As gírias, as personagens, o ambiente, o drama adolescente, o livro traz um cenário bem teen (tirando a parte dos fantasmas, mas até nisso a autora deu uma suavizada) então se gosta de ler livros com essa pegada, essa sequência é um prato cheio.

 Super recomendo para quem quer ler um livro divertido e rápido, e quem leu o primeiro livro e gostou, O Arcano Nove é ainda melhor, e ainda promete surpresas.

4 comentários:

  1. Eu pretendo ler essa série, mas ainda não sei quando =/
    Pelos livros que eu li da Meg, a narrativa realmente é boa e leve. E eu tenho uma queda por dramas adolescentes hehe
    Bjo

    ResponderExcluir
  2. Oi May!

    Eu sou louquinha para ler essa série, ainda mais por ser da Meg. Só li um livro dela, então pretendo ler muito mais. A Mediadora é uma série que eu acho que não teria preguiça de ler.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi May, eu li o primeiro livro á faz uns dois anos, mas não sei porque não corri logo para ler o segundo o.Õ
    Adorei a história e, apesar de A Terra das Sombras ser mais uma introdução, queria muito conhecer mais do Jesse.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Vou procurar ler o primeiro, pra depois ler esse! Pelo que você falou, parece muito bom!!

    Já conhece o meu blog? Visite aqui: http://mondarikc.blogspot.com.br/ Tem promoção rolando lá!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário, assim que possível retribuirei a visita.
Todas as perguntas serão respondidas aqui.
Beijos